Em Silves, Eneva inicia obras do Azulão 950 e celebra conquistas para a região

Na tarde desta segunda-feira (25), a Eneva anunciou o começo das obras do Complexo Azulão 950. O evento aconteceu na sede da empresa localizada no município de Silves (distante a 204  quilômetros de Manaus). A cerimônia contou com a participação do governador Wilson Lima (UB), do prefeito de Silves, Paulino Grana (PSDB), e do diretor-presidente da Eneva, Lino Cançado.

A Eneva já conta com uma unidade do projeto Azulão - Jaguatirica, que pega o gás natural do Amazonas para a usina de Jaguatirica no Estado de Roraima. Com o investimento de R$ 5,8 bilhões, o novo Complexo Azulão de Silves vai gerar 950 megawatts (MW), além de criar cinco mil vagas de empregos.

Para o governador do Amazonas, Wilson Lima, o projeto não vai ajudar só na distribuição de gás do Amazonas. Durante a coletiva, ele afirmou que quando estiver em operação, o complexo será responsável por gerar algo em torno de R$ 73 milhões por ano. "Uma vez que a gente conseguiu dar o início do gás natural no Estado do Amazonas, isso facilita o caminho para que a gente possa implantar outras matrizes econômicas. Como é o caso do potássio no município de Autazes, onde a gente avança com todas as orientações da justiça e do ministéiro público federal para garantir as licenças desta atividade", destacou.


Foto: Carlos Ramos/Porto de Lenha News

Já o diretor-presidente da Eneva, Lino Cançado, afirmou que a implementação do Azulão vai gerar em torno de quatro mil empregos. "É um projeto que envolve uma logística mundial, como por exemplo, os equipamentos que conseguimos na Europa, Estados Unidos e Brasil. Então, esperamos que todo o nosso esforço gere um crescimento em todos os setores desta região", disse.

Ainda durante o evento, o prefeito de Silves, Paulino Grana, anunciou a construção do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM) no município. A instituição contará com três cursos: técnico em Gás e Energia, técnico em Agricultura e Técnico em Eletromecânica. As aulas devem iniciar no mês de junho. "Essa é uma parceria entre a Eneva, o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Silves. Dessa forma, vamos qualificar a nossa gente para as oportunidades de emprego que vão surgir no futuro", contou.

Projetos

A Eneva montou um stand para mostrar alguns projetos que são apoiados pela instituição. No evento, os jornalistas e convidados puderam conhecer mais sobre os projetos 'Elas Empreendedoras', 'Mel da Amazônia' e o 'Café Robusta'.

A vice-presidente da Associação 'Elas Amazonas', Anne Serrão, explicou que a cada ano, os trabalhos da associação só crescem. Atualmente, são 100 mulheres em Silves, Itapiranga e Careiro da Várzea. "Trouxemos algumas biojoias que as mulheres do projeto fizeram para este evento. Além da alimentação da comitiva do governador. Esses são só alguns dos produtos que nós desenvolvemos dentro do projeto", afirmou.

O produtor de café Roque Lins é pioneiro na plantação de grão no Amazonas. Sorridente, ele pediu para que todos experimentassem a safra do 'Café Robusta do Amazonas'. "É uma parceria com a Eneva que fomenta as famílias em torno do azulão. Fomos beneficiadas com o projeto do café em áreas degradadas e recebemos orientação técnica para aproveitar o máximo dos grãos", afirmou.